EMDR, psicoterapia rápida e eficaz

O EMDR apresenta grandes resultados

São evidentes os benefícios desta psicoterapia para as dificuldades relacionadas com ansiedade, fobias, depressão, traumas, luto, etc.  Nesta abordagem usa-se uma estimulação bilateral que vai permitir um entrosamento entre razão e emoção. É assim que a pessoa passa a dar outros significados a determinadas lembranças e outro sentido a experiências traumáticas pelas quais passou ao longo da sua vida.

O EMDR é uma psicoterapia apoiada em estudos científicos

Há estudos com evidência empírica que apoiam a sua eficácia, estando suportada em verdadeira ciência. Esses estudos apontam para o facto dos movimentos oculares interferirem no modo como os nossos dois hemisférios cerebrais dialogam um com o outro. O hemisfério direito tem, digamos assim, as emoções e sensações físicas ligadas a determinadas lembranças do passado, enquanto o hemisfério esquerdo tem a parte mais racional, ligada a leituras mais adultas de determinadas situações.

O EMDR trata muitos tipos de traumas

Para o EMDR, o trauma pode ser uma situação em que, numa vivência escolar, o aluno é colocado a falar para a turma. Viu os colegas a rirem-se, viu que a sua voz começou a tremer, e a partir daí passa a evitar falar em público durante toda a sua vida. Ora, podemos dar outro significado a determinadas lembranças traumáticas. Podemos fazer uma mudança qualitativa. Podemos restruturar pensamentos e cognições distorcidas. Podemos fazê-lo seguindo uma psicoterapia EMDR.

O EMDR tem aplicação em fobias diversas

Uma pessoa adulta sabe que conduzir de carro numa autoestrada, mesmo movimentada, é mais seguro que conduzir numa estrada secundária. Só que quando conduz numa autoestrada reage com medos irracionais, de uma forma menos madura.  O EMDR vai atuar aqui no sentido de que a pessoa reprocesse a situação, levando-a a compreender de uma forma mais adulta a sua dificuldade e a ultrapassar o problema.

O EMDR trata a autoestima abalada

Muitas vezes o que acontece, como resultado de vivências difíceis do passado, é a autoestima da pessoa ficar muito abalada e passar a considerar que não merece coisas boas. Muitas vezes, não se julga capaz precisamente por não conseguir olhar de uma forma mais distanciada, mais madura para determinadas vivências do passado. A pessoa precisa, pois, de ter uma maior sintonia entre o que sente e que pensa em relação à sua própria história de vida. Ou seja, precisa de fazer, digamos assim, um alinhamento das suas cognições, dos seus pensamentos, com as suas emoções, sentimentos e sensações físicas.

O EMDR não apaga memórias

Depois de uma intervenção EMDR, a pessoa consegue lembrar-se das suas memórias difíceis, mas refere que passou a ter uma sensação de que tudo está mais distante, que aquilo que a atormentava já não incomoda mais. O EMDR ajuda, pois, a pessoa a reorganizar-se, de modo a que perceba que o passado está apenas no passado, que o presente é o presente e que tem recursos para projetar um melhor futuro para si.

 

Marque a sua consulta

Marque a sua consulta psicológica online, em Portugal ou no estrangeiro.

Se preferir consulta presencial, dispomos de consultório no centro de Lisboa.

Ou contacte-nos para (+351) 93 450 03 03 ou info@psicovias.pt

Consultar Honorários